A experiência e a sobrevivência no tempo

Ao longo dos anos muitas histórias e personagens maravilhosos foram criados, e reconhecidos no imaginário mundial. Alguns clássicos da literatura ganharam inúmeras interpretações, suas histórias são reeditadas e adaptadas ao longo da história, sendo traduzidas para vários idiomas e principalmente para o cinema. Tornando-se uma manifestação cultural de grande valor comercial, a difusão do cinema … Continue lendo A experiência e a sobrevivência no tempo

A arte do tempo na arte da narrativa

O imaginário cinematográfico tem a seu dispor infinitas possibilidades de produzir significados que influenciam na recepção do público, nas relações sócio-político-culturais, na formação da memória coletiva e social. “A imagem cinematográfica nasce durante a filmagem”, (TARKOVSKI, 2010, p. 135). Contudo, as imagens no cinema podem ser analisadas como objeto de representação e semelhança a realidade, … Continue lendo A arte do tempo na arte da narrativa

A arte do tempo. A arte das palavras.

Entre as experiências de consumo as questões do tempo e do espaço estão cada vez mais vinculadas e envolvem um complexo sistema de representações sociais e culturais. Cada narrativa, imagem, símbolo, som ou experiência é parte da formação sociocultural do cotidiano da sociedade de consumo, estando submetidos às culturas do consumo material, midiático e simbólico. … Continue lendo A arte do tempo. A arte das palavras.

Tempos Narrados

A partir das leituras de Rocha e Eckert (2013) e da análise do documentário “Cidade Sitiada” busca-se refletir sobre tempos narrados e experiências temporais. Sob a ótica da etnografia da duração, as narrativas de espaços e do tempo apresentadas no documentário, possibilitam reforçar ao espectador como os rastros da memória dos personagens/habitantes em seus cotidianos … Continue lendo Tempos Narrados