Smartphones: infinitas possibilidades de consumo

Observa-se que as experiências de consumo são cada vez mais potencializadas pela conectividade e pela inclusão digital. A alta conectividade traz desafios para a sociedade, principalmente quanto às interações do consumo do smartphone. O smartphone é um produto que se desdobra, sua produção, divulgação e consumo permeia de maneira significativa a sociedade de consumo contemporânea. … Continue lendo Smartphones: infinitas possibilidades de consumo

Juventudes, smartphone e Facebook: experiências de sociabilidade e hiperconectividade

O artigo desta semana foi apresentado no  IX Simpósio Nacional ABCiber em 2016. Um parte do artigo: O presente estudo tem como tema as representações e interações que envolvem as experiências de consumo do smartphone na juventude líquida[1] contemporânea. Observa-se que as experiências de consumo estão cada vez mais interligadas às reconfigurações de sociabilidade e conectividade … Continue lendo Juventudes, smartphone e Facebook: experiências de sociabilidade e hiperconectividade

Beep, Yoyo: a Hiperconectividade do Jovem Hiper Ocupado

O artigo de hoje foi apresentado no XVII CONGRESSO BRASILEIRO DE SOCIOLOGIA, realizado em Porto Alegre, em 2015. Ele foi escrito com a Profa. Dra. Saraí Patrícia Schmidt. Veja uma parte da introdução: O consumo pode ser considerado um código por meio do qual a sociedade busca relacionar-se e, é capaz de aproximar e individualizar. … Continue lendo Beep, Yoyo: a Hiperconectividade do Jovem Hiper Ocupado

Generación blockchain: movimientos juveniles en la era de la web semántica

No artigo publicado em dezembro de 2020, Carles Feixa propõe o conceito de Geração ₿ (ou blockchain). Segundo o autor o conceito de blockchain ou cadeia de bloques serve para descrever os movimentos juvenis surgidos com a saída da crise de 2008. Feixa traz um quadro comparativo entre as duas (antigas) gerações: Generación @ = … Continue lendo Generación blockchain: movimientos juveniles en la era de la web semántica

O preço do consumo do amanhã na cultura jovem contemporânea

Esta semana será dedicada aos estudos de consumo e tempo. O artigo de hoje foi apresentado no COMUNICON 2012. Veja o resumo: Este estudo discute a cultura de consumo sob uma perspectiva interdisciplinar, com foco nas representações e interações que envolvem atitudes individuais e sociais. Discute como o consumo do tempo é apresentado no filme … Continue lendo O preço do consumo do amanhã na cultura jovem contemporânea

Documentário – Nunca me sonharam

Uma dica de documentário para o final de semana: Nunca me sonharam Sinopse: Os desafios do presente, as expectativas para o futuro e os sonhos de quem vive a realidade do Ensino Médio nas escolas públicas do Brasil. Na voz de estudantes, gestores, professores e especialistas, ‘Nunca me sonharam’ reflete sobre o valor da educação. Data … Continue lendo Documentário – Nunca me sonharam

Práticas de consumo do smartphone e as relações com as culturas juvenis contemporâneas

O artigo de hoje foi apresentado no Inovamundi 2014. Ele foi escrito com a Profa. Dra. Elisabete Maria Garbin Veja uma parte da Introdução: O smartphone constitui uma das referências da sociedade de consumo atual, pois é visto como um dos componentes que participa da constituição das práticas de consumo do jovem contemporâneo. Tendo como … Continue lendo Práticas de consumo do smartphone e as relações com as culturas juvenis contemporâneas

Consumo de streaming é hábito diário para 43% dos brasileiros durante a pandemia

Pesquisa realizada pela divisão de Mídia da Nielsen Brasil em parceria com a Toluna, com foco em hábitos e tendências do consumo digital, revela que 42,8% dos brasileiros entrevistados assistem a conteúdos de streaming todos dias, enquanto outros 43,9% têm essa prática ao menos uma vez por semana. Apenas 2,5% das pessoas declaram nunca assistir … Continue lendo Consumo de streaming é hábito diário para 43% dos brasileiros durante a pandemia

Ciudadanos reemplazados por algoritmos

Dica de livro gratuito no Google Books: Autor: Néstor García Canclini - 29 de fev. de 2020 - 176 páginas ¿A quién le importamos los ciudadanos? Muchos partidos y sindicatos parecen reducirse a cúpulas que se distribuyen prebendas. Desde la expansión de la videopolítica, la televisión canaliza quejas y críticas sociales a los gobernantes tratándonos como espectadores. … Continue lendo Ciudadanos reemplazados por algoritmos