Beep, Yoyo: a Hiperconectividade do Jovem Hiper Ocupado

O artigo de hoje foi apresentado no XVII CONGRESSO BRASILEIRO DE SOCIOLOGIA, realizado em Porto Alegre, em 2015. Ele foi escrito com a Profa. Dra. Saraí Patrícia Schmidt. Veja uma parte da introdução: O consumo pode ser considerado um código por meio do qual a sociedade busca relacionar-se e, é capaz de aproximar e individualizar. … Continue lendo Beep, Yoyo: a Hiperconectividade do Jovem Hiper Ocupado

A experiência da memória e a passagem do tempo

“O tempo revela uma nova e até então desconhecida forma de eternidade a quem se aprofunda em seu fluxo”, (BENJAMIN, 1994, p. 45). Esta eternidade relatada por Proust refere-se ao tempo entrecruzado, um modo de textura que envolve múltiplos sentidos e  percorre as lembranças dos indivíduos. Atitudes simples do dia-a-dia quando conectados com experiências ligadas … Continue lendo A experiência da memória e a passagem do tempo

A experiência e a sobrevivência no tempo

Ao longo dos anos muitas histórias e personagens maravilhosos foram criados, e reconhecidos no imaginário mundial. Alguns clássicos da literatura ganharam inúmeras interpretações, suas histórias são reeditadas e adaptadas ao longo da história, sendo traduzidas para vários idiomas e principalmente para o cinema. Tornando-se uma manifestação cultural de grande valor comercial, a difusão do cinema … Continue lendo A experiência e a sobrevivência no tempo

A arte do tempo na arte da narrativa

O imaginário cinematográfico tem a seu dispor infinitas possibilidades de produzir significados que influenciam na recepção do público, nas relações sócio-político-culturais, na formação da memória coletiva e social. “A imagem cinematográfica nasce durante a filmagem”, (TARKOVSKI, 2010, p. 135). Contudo, as imagens no cinema podem ser analisadas como objeto de representação e semelhança a realidade, … Continue lendo A arte do tempo na arte da narrativa

A arte do tempo. A arte das palavras.

Entre as experiências de consumo as questões do tempo e do espaço estão cada vez mais vinculadas e envolvem um complexo sistema de representações sociais e culturais. Cada narrativa, imagem, símbolo, som ou experiência é parte da formação sociocultural do cotidiano da sociedade de consumo, estando submetidos às culturas do consumo material, midiático e simbólico. … Continue lendo A arte do tempo. A arte das palavras.

O preço do tempo – práticas da cultura de consumo na juventude contemporânea

Esta semana será dedicada aos estudos de consumo e tempo. O artigo de hoje foi apresentado em 2014. Veja uma parte da Introdução: No âmbito da sociedade contemporânea, as práticas de consumo cotidianas constituem um diversificado movimento com conexões e desconexões da relação estabelecida entre o tempo, o consumidor e o mundo. E, neste contexto … Continue lendo O preço do tempo – práticas da cultura de consumo na juventude contemporânea

Tempos Narrados

A partir das leituras de Rocha e Eckert (2013) e da análise do documentário “Cidade Sitiada” busca-se refletir sobre tempos narrados e experiências temporais. Sob a ótica da etnografia da duração, as narrativas de espaços e do tempo apresentadas no documentário, possibilitam reforçar ao espectador como os rastros da memória dos personagens/habitantes em seus cotidianos … Continue lendo Tempos Narrados

Break digital na campanha mercadológica da marca “Kit Kat”

O artigo de hoje foi apresentado no SBECE/ SIECE 2015. Ele foi escrito com a Profa. Dra. Saraí Patrícia Schmidt Veja uma parte da Introdução: O consumo se articula ao modo de vida cotidiana como um processo imprimindo intensidades de sensações e experiências, a partir de suas vinculações materiais, midiáticas e simbólicas, suas relações sociais … Continue lendo Break digital na campanha mercadológica da marca “Kit Kat”

Todo o conhecimento é local e total

Nesta característica é apontada a importância do pesquisador observar (e romper) as fronteiras das disciplinas. E, ter “muito claro” a temática estudada, o conhecimento local e total, o espaço-tempo de sua pesquisa e o estilo necessário na escrita científica. Fronteiras das disciplinas: “Sendo um conhecimento disciplinar, tende a ser um conhecimento disciplinado, isto é, segrega … Continue lendo Todo o conhecimento é local e total

A Realidade da Vida Quotidiana

Fundamentos do conhecimento na vida quotidiana: “Antes, portanto, de empreendermos a nossa tarefa principal, devemos tentar esclarecer os fundamentos do conhecimento na vida quotidiana, a saber: as objectivações dos processos e significados subjectivos, sobre os quais é construído o mundo intersubjectivo do senso comum”, p. 32. Ter consciência das múltiplas realidades: “Dito de outro modo, … Continue lendo A Realidade da Vida Quotidiana

Consumo colaborativo do tempo: as interações na rede Bliive

O artigo de hoje foi apresentado no Inovamundi 2015. Ele foi escrito com a Profa. Dra. Saraí Patrícia Schmidt Veja uma parte da Introdução: As práticas de consumo estão cada vez mais interligadas às reconfigurações de espaço e tempo potencializadas pelas tecnologias digitais. Um exemplo disto é a rede colaborativa “Bliive”[1] que propõe o compartilhamento … Continue lendo Consumo colaborativo do tempo: as interações na rede Bliive