Livro: A Sociedade em Rede – vol 1

Uma semana dedicada a leitura 😉

A dica de hoje: livro A Sociedade em Rede

Autor: Manuel Castells

São Paulo: Paz & Terra, 2016

Apresentação:

Este tomo busca esclarecer a dinâmica econômica e social da nova era da informação. Baseado em pesquisas feitas nos Estados Unidos, Ásia, América Latina e Europa, este livro procura formular uma teoria que dê conta dos efeitos fundamentais da tecnologia da informação no mundo contemporâneo. Aqui Manuel Castells examina os processos de globalização que marginalizavam e agora ameaçam tornar insignificantes países e povos inteiros – excluídos das redes de informação. Mostra que, nas economias avançadas, a produção se concentra hoje em uma parcela instruída da população com idade entre 25 e 40 anos. Sugere que o resultado dessa tendência progressiva pode não ser o desemprego em massa, mas sim a flexibilização extrema do trabalho, a individualização da mão de obra e, em consequência, uma estrutura social altamente segmentada. Castells conclui examinando os efeitos e as implicações da transformação tecnológica na cultura da mídia (“a cultura da virtualidade real”), na vida urbana, na política global e no tempo.

Escrito por um dos maiores cientistas sociais da atualidade, A sociedade em rede é o primeiro volume da trilogia A Era da Informação: Economia, Sociedade e Cultura, composta ainda de O poder da identidade e de Fim de milênio.


É um livro imenso, 629 páginas, com letra pequenas… nem tente pensar que consegue ler em um único dia 😉

O volume 1 divide-se em nove capítulos, sendo eles:

Prólogo – A rede e o ser

  1. A revolução da tecnologia da informação
  2. A nova economia
  3. A empresa em rede
  4. A transformação do trabalho e do mercado de trabalho
  5. A cultura da virtualidade real
  6. O espaço de fluxos
  7. O limiar do eterno

Conclusão – A sociedade em rede

Logo na primeira frase do prefácio à edição de 2010, Castells (2016, p. 11) descreve: “Vivemos em tempos confusos, com muitas vezes é o caso em períodos de transição entre diferentes formas de sociedade“.

Se em 2016 já estava confuso, o que dizer de 2021? Um ano de pandemia!!??

Um dos meus capítulos preferidos é o quinto. Nesse capítulo o autor fala sobre McLuhan e a comunicação de massa, obviamente fala sobre a internet, sobre a sociedade interativa (laços fracos e fortes, graus de sociabilidade, conexão e desconexão) e finaliza explicando sobre a cultura da virtualidade real (com seus estudos sobre espaços de fluxos e tempo intemporal).

E, esta relação espaço x tempo são justamente os temas dos dois capítulos seguintes … leituras obrigatórias 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s