Smartphones: infinitas possibilidades de consumo

Observa-se que as experiências de consumo são cada vez mais potencializadas pela conectividade e pela inclusão digital. A alta conectividade traz desafios para a sociedade, principalmente quanto às interações do consumo do smartphone. O smartphone é um produto que se desdobra, sua produção, divulgação e consumo permeia de maneira significativa a sociedade de consumo contemporânea. Constitui-se um objeto em transformação e, tornou-se uma prática de grande valor simbólico na juventude. A juventude vê-se diante de uma instabilidade de desejos e necessidades, na qual existe uma ambiguidade: busca de sua individualidade e, ao mesmo tempo, o desejo de ser igual ao grupo no qual se identifica, com o propósito de pertencimento e sociabilidade. Nesse sentido, busca transformar os lugares geográficos em espaços significantes, ou seja, que privilegiam a mobilidade e acompanham as transformações nas experiências de consumo. Assim, este estudo apresenta como objetivo descrever o espaço da praça de alimentação do Bourbon Shopping Novo Hamburgo, como forma de interpretar as ambiências configuradas pelos jovens no consumo do smartphone. Utilizou-se a pesquisa etnográfica visual. Este estudo integra uma pesquisa mais ampla que tem como objetivo problematizar a relação da inclusão social e a cultura de consumo na juventude líquida contemporânea.

O resumo de hoje foi apresentado no I CIDI em 2016 na Universidade Feevale

Sessão: Mídia, dinâmicas da cultura e identidades sociais.

Coordenadora/ Proponente: Ana Luiza Carvalho Da Rocha

Resumo Geral da Sessão[1]:

As pesquisas reunidas nesta temática visam contribuir para fomentar a discussão de assuntos a acerca das dinâmicas da cultura e do consumo, tendo como corpus de análises o processo de construção e desconstrução de identidades sociais nas modernas sociedades complexas. A mesa discute o lugar da mídia na denúncia de trabalhadores em condições análogas à de escravos no Brasil e seu lugar no processo de produção do mercado de fast fashion; as experiências juvenis e os seus territórios de sociabilidade na região da Grande Cruzeiro, Porto Alegre/RS; a cultura de consumo de revistas dirigidas a jovens entre adolescentes (Atrevida e Todateen) numa escola privada de Novo Hamburgo/RS, e finalmente, o espaço da praça de alimentação do Bourbon Shopping Novo Hamburgo/RS e as ambiências configuradas pelos jovens no consumo do smartphone.


[1] Contemplar a temática proposta para a sessão, bem como uma síntese/ conexão entre as demais comunicações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s